ARTE, MEMÓRIA E PATRIMÓNIO

por cam

WORKSHOP  |  18 de Abril, 10:00 – 18:00

ARTE, MEMÓRIA E PATRIMÓNIO | caminhos da criação contemporânea

Museu de Artes Decorativas Portuguesas  | Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva

 

IDALINA CONDE e CONCEIÇÃO AMARAL

APRESENTAÇÃO

Este workshop, realizado no Museu de Artes Decorativas Portuguesas da Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva, aborda relações da arte contemporânea com a memória, diversas memórias, e o património em sítios históricos ou museus. São, assim, presenças plurais do passado que a arte pode convocar para o presente de diferentes maneiras, seja para a restituição desse passado, seja para um olhar mais reflexivo, interrogativo ou crítico sobre as suas narrativas e opacidades. Seja, ainda, como um contexto para a arte contemporânea circular por exposições que aparecem em lugares patrimoniais com obras nem sempre originadas para eles, ou a partir deles. Considerando esses caminhos, o workshop apresenta um amplo conjunto de imagens sobre usos de espaços, referências e imaginários, tal como vestígios, arquivos, testemunhos e ficções que cruzam tempos: o passado (no) presente pela criatividade plural da arte e para diversos encontros com os públicos.

No workshop será também apresentado o projecto “Um Outro Olhar”, concebido e desenvolvido pelo Museu de Artes Decorativas Portuguesas, que privilegia a criação artística contemporânea enquadrando e reinventando uma nova abordagem às técnicas e materiais tradicionais relacionados com os ofícios que a Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva assegura e transmite diariamente. A colaboração entre artistas e criadores contemporâneos e os mestres artesãos resulta em diálogos culturais interessantes e que geram equilíbrios artísticos deveras surpreendentes. As novas interpretações quer do espaço museológico quer da missão patrimonial imaterial desta Fundação, que assim se experimentam, originam a reinvenção de técnicas e materiais e contribuem para a promoção e salvaguarda de modelos antigos na arte de saber-fazer, onde o rigor e o requinte da execução técnica se complementam com novos gostos e novas abordagens da criação artística.

1. O passado em re/criações e palcos do presente

2. A memória na arte: auto/biográfica, social, histórica, política e outras

3. O património como “texto” ou contexto para as práticas artísticas

4. O Museu de Artes Decorativas Portuguesas – Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva

5. A criatividade no plural: de crítica a restitutiva; documental e ficcional

Vários públicos: profissionais, professores, estudantes e público em geral interessado por esta temática

Programa

1. O passado em re/criações e palcos do presente

2. A memória na arte: auto/biográfica, social, histórica, política e outras

3. O património como “texto” ou contexto para as práticas artísticas

4. O Museu de Artes Decorativas Portuguesas – Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva

5. A criatividade no plural: de crítica a restitutiva; documental e ficcional

Destinatários

Vários públicos: profissionais, professores, estudantes e público em geral interessado por esta temática.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: