CAÇA-PALAVRAS

por cam

«Todos os meus caçaram bichos de pena e pêlo: – só eu caço palavras sem sentido… além de apontar em vão à praga de saudades sem remédio. E até perdi a licença…»

Vitorino Nemésio, O Corsário das Ilhas, Lisboa, IN-CM, 1998: 155.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: