ÍNDICAS, JORNADA 13

por cam

A cidade acumula histórias – ou não fosse ela cidade. Algumas delas são bem visíveis (os seus sinais), outras assomam timidamente, outras ainda fecham-se em casulos de medo, vergonha ou cobardia.

Na avenida Samora Machel, perto da estátua daquele que lhe empresta o nome (e outras coisas, supostamente, mas apenas supostamente), glória ao Pai da Revolução, em rocha erguida, do homem-mito, há outro homem, mais perto da nossa realidade, que come lixo de um monte dele a céu aberto.

Perto do hotel Rovuma:

– Olá, vocês são marido e mulher?

– Sim.  

– Podiam adoptar-me e levar-me para Portugal.

– Podíamos…

– Iam ver que não se arrependiam!

Garotinha, adolescente, ninfeta nabokoviana, junto de outras duas, tímidas, em aprendizagem da sedução.

Por volta das 18 horas uma tristeza maior invade a cidade – é a hora da multidão de vendedores de rua regressarem às suas casas, muitas delas só de nome, em chapas apinhados, em direcção aos subúrbios, ao caniço. Ainda tentam uma última transacção, ou apenas mendigam, às vezes mentem quando dizem que têm fome, mas é só às vezes.

Pela mesma hora, agitam-se os rapazes dos tchopelas, negoceiam mais uma corrida, 100 paus, se regateares vai para 80 ou 70.

A escuridão pronta esconde ainda mais as histórias da cidade, desta cidade cimento, porque elas se desdobram com outro fulgor no caniço.  

O trabalho daquele que escreve começa aqui.

Final do quinto dia em Maputo. A vozinha descrente debica ao ouvido: “nem contar os dias te compõe”.

ver GLOSSÁRIO

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: